Pantanum – Purple Braze
(Abraxas – 2017)

Lamacento, lento, muito lento. Esfumaçado e altamente calcado em bandas como Electric Wizard, Bongripper e claro, os mestres Black Sabbath. Isso poderia ser só mais uma resenha preguiçosa sobre mais um disco de doom metal, mas o Metal Heavy não é disso amigos e amigas. A gente vai mais longe porque a música merece e seria raso demais limitar esse novo disco do Pantanum a uma comparação com bandas que já estão na estrada há tempos.

O Pantanum é um dos nomes que vêm ganhando boa dose de destaque na cena doom/stoner metal. A banda vem de Curitiba e recentemente lançou seu segundo registro, o EP Purple Blaze.

É realmente difícil desvencilhar a aura de Electric Wizard produzida pelas duas faixas presentes nesse novo registro dos caras, mas veja bem, isso não necessariamente algo ruim. Pelo contrário. Os caras conseguem transmitir boa dose de intimidade com esse universo e o resultado é um conteúdo cheio de referências e que transmite uma alta dose de honestidade.

Ambas as faixas beiram os seis minutos de duração. “Stormbriger” é a encarregada de abrir os trabalhos com um riffs granulados e atolados em fuzz junto a uma linha de voz chafurdada no climão psicodélico.

“Purple Braze”, faixa que também dá nome ao disco, é o segundo ato. Um pouco mais solta e linear ela se apoia em uma ambiência que cria um clima bem legal para todo clima lisérgico provocado pela estética sonora que o Pantanum se propões e consegue criar.

Purple Braze, o disco, ainda traz a faixa bônus gravada ao vivo,“Searching The Way Out Through The Mind’s Door”, uma longa e turva viagem que poderia facilmente ser trilha sonora de algum filme de terror sci-fi dos anos 70.

Ao final, e com saldo bem positivo, Puple Braze se mostra um grande lançamento e tem tudo para ser uma bela ponte com o potencial criativo que o Pantanum ainda tem para mostrar. Agora é ficar de olhos e ouvidos abertos e aguardar.

Enquanto isso, se você é fã de stoner/doom metal, aperte o play sem medo. Essa pode ser a sua nova descoberta e a prova de que o Brasil produz sim muita coisa boa e de nível elevado.

Sobre o Autor

Jornalista, guitarrista do Huey e apaixonado por música desde sempre.

Posts Relacionados