Foreseen – Grave Danger
(20 Buck Spin – 2017)

Mais uma banda que mistura thrash e speed metal com boas doses do crossover feito na metade dos anos 80. Não tem segredo, o que você vai encontrar aqui é um som enérgico e lotado de riffs e andamentos acelerados.

O Foreseen vem da Finlândia e isso por si só já explicaria toda aura quase punk que existe no som deles, mas não se engane. Eles estão mais para Iron Reagan e Power Trip e uma leve lembrança de Cro-Mags do que para seus conterrâneos e desbravadores Kaaos e Rattus.

O primeiro disco dos caras foi lançado em 2014 e foi muito bem recebido por público e crítica. Em 2017 eles voltam com Grave Danger, uma sapatada tipicamente crossover que será lançado ainda em abril.

Desde “Violent Dicipline” até a faixa que encerra o disco, “Suicide Bombs”, o Foressen mantém a agressividade lá em cima sem tempo para descanso. Talvez “Bloodline”, com seu pique mais puxado para Nuclear Assault, e “Government Cuts” possam ser destacadas, mas em sua totalidade, Grave Danger é um disco bem linear e que traz tudo que o fã de thrash metal e crossover espera. Em um primeiro momento, o timbre de voz pode soar um pouco esquisito e fora de contexto, mas vale insistir.

Não é um disco que veio para inventar a roda, mas tem horas que a gente só precisa de um bom álbum para escutar e Grave Danger cumpre esse papel.
Foreseen - Grave Danger album

 

 

Sobre o Autor

Jornalista, guitarrista do Huey e apaixonado por música desde sempre.

Posts Relacionados